Bom dia, boa tarde e boa noite a todos! Como estão?

Recentemente, a Pioneer lançou duas novas controladoras – a DDJ-RX e a DDJ-RZ (se você não sabe do que eu estou falando, leia o artigo clicando aqui). Até aí, nenhuma novidade, visto que a Pioneer há algum tempo vem desenvolvendo excelentes produtos nessa linha. O que chamou mesmo a atenção e deixou alguns DJs “com a pulga atrás da orelha”, foi o fato dessas controladoras não serem mais nativas do Serato DJ (software para o qual a Pioneer vem desenvolvendo suas controladoras há algum tempo), e sim do seu novo software – o Rekordbox DJ.

Dito tudo isso, a pergunta que faço é: você teria coragem de investir em uma dessas novas controladoras?

Calma! Vou explicar a pergunta: é óbvio que as controladoras devem ser excelentes, afinal são produtos Pioneer. Mas paremos para pensar no seguinte: você já utiliza seu software favorito – seja ele qual for – Virtual DJ, Traktor ou Serato. Claro que vão sair mapeamentos oficiais para estes softwares mas, enquanto não saem, você realmente vai colocar seu set nas mãos de um software que ainda não está consolidado? Pergunto isso porque, convenhamos, a Pioneer é uma excelente fabricante de hardware, mas de software… Afinal, quem não se lembra do Pioneer DJS? Um software para DJs que, na minha opinião, foi um grande fiasco… Um software nada intuitivo, com usabilidade péssima, tanto que não durou nada. E na época do seu lançamento, pelo menos para mim, a grande esperança era ter um Master Tempo decente em um software, já que os poucos softwares da época ou não tinham essa funcionalidade, ou quanto tinha era horrível!

Software Pioneer DJS

Para refrescar a memória: o Pioneer DJS.

Alguns podem dizer que o Rekordbox já está no mercado há bastante tempo, mas o Rekordbox que conhecemos, é o Rekordbox que você utiliza para preparar e organizar seus tracks, e não um software para tocar.

Para concluir esse post: o que mais me intriga, é o fato do Rekordbox DJ ser idêntico ao Serato DJ, as próprias controladoras também são! A dúvida que fica no ar para mim é: será que no contrato entre a Pioneer e a Serato isto já estava previsto, ou a Pioneer cansou de pagar à Serato licenciamento por controladora e durante esse tempo de parceria foi “aprendendo” sobre como desenvolver um software decente para DJs?

Essa é a minha opinião. Qual é a sua? Comente abaixo!

Compartilhar: